Minimalismo: Como criar um Capsule Wardrobe

Minimalism: How to create a Capsule Wardrobe





Ser minimalista é ser selectivo. Quer seja na forma como usamos o nosso tempo ou em relação àquilo que compramos e guardamos. É como uma pirâmide, onde vamos preenchendo os espaços de acordo com a sua prioridade para nós. Na sua base está o mais importante, as coisas que tornam a nossa vida melhor, no topo encontramos aquilo que queremos evitar. Quando comecei a aplicar o minimalismo à minha roupa tentei usar a lógica da pirâmide mas este sistema não parecia funcionava a longo prazo. As condições meteorológicas e as situações sociais faziam com que uma peça de roupa fosse uma prioridade num contexto e algo dispensável noutro. Felizmente encontrei o conceito de Capsule Wardrobe ou armário-cápsula, se traduzirmos para português.

O termo surgiu primeiramente em 1970, pela Susie Faux, e referia-se a um conjunto de 12 a 30 peças, incluindo sapatos e acessórios, que devia ser actualizado apenas duas vezes por ano. O objectivo era tornar o nosso estilo mais consistente através de um pequeno conjunto de peças básicas de boa qualidade que pudessem ser usadas frequentemente. Cerca de 45 anos depois do termo ter surgido, o conceito voltou a aparecer em blogues como o Into Mind, Be More With Less ou o Project 333, que apresentaram as suas próprias versões de Capsule Wardrobes mostrando como podíamos ter um estilo melhor com pouca roupa.

A primeira vez que ouvi falar neste termo foi através do blogue Unfancy, onde a Caroline Rector documenta o seu estilo minimalista usando apenas 37 peças de roupa durante três meses. De acordo com ela, criar um Capsule Wardrobe obriga-nos a ter uma melhor consciência do nosso estilo e daquilo que realmente precisamos de comprar, evitando gastar dinheiro em peças que não passam de tendências passageiras. 

Eu costumo ter um capsule wardrobe por cada duas estações, um para a primavera-verão, outro para o outono-inverno. Quando sinto que o tempo vai mudar, retiro a roupa toda do meu armário e analiso quais vão ser as peças que vou querer vestir nos próximos meses. Como não tenho muita roupa no meu armário não costuma haver muitas diferenças nos meus capsule wardrobes de um ano para o outro, mas há certos princípios que costumo ter sempre em consideração.

3 de cada

Criar um capsule wardrobe é uma espécie de equação matemática. Subtraímos quantidade, adicionamos qualidade e dividimos a soma pelas estações do ano. Pode parecer um processo frio, mas a lógica nunca me deixou ficar mal. Na altura de escolher que peças vou incluir na minha selecção costumo dividir as peças em lotes de três. 3 calças, 3 camisolas, 3 casacos. A quantidade não precisa de ser sempre esta, mas seguir este modelo ajuda-me a ter uma noção mais precisa da quantidade de coisas que tenho e do que preciso.

Como passas o teu dia?

Para perceber que tipo de peças devo incluir no meu armário-cápsula costumo ponderar primeiro sobre como passo os meus dias. Pode parecer uma afirmação estranha mas só assim é que consigo perceber se preciso de mais roupa de desporto ou de trabalho, se devo comprar um vestido de gala ou umas sapatilhas. O meu dia-a-dia é passado entre o trabalho e a minha casa e isso reflecte-se na minha roupa, que gira em torno destas duas esferas. Como o meu trabalho não tem nenhum código de vestuário, a roupa que utilizo lá é a mesma que uso aos fins de semana e nas saídas com amigos. Contudo, o Capsule Wardrobe de alguém que trabalhe, vá ao ginásio e frequente eventos formais, vai ter de incluir peças de roupa adequadas a cada uma destas situações.

Estilo pessoal

Uma das principais vantagens que descobri ao criar um capsule wardrobe foi aprender um pouco mais sobre o meu estilo pessoal. Tirar tudo o que temos do armário e escolher o que vamos vestir nos próximos meses é um recomeço. Cada peça que escolhemos deve deixar-nos mais perto do estilo que desejamos ter amanhã e dos valores que queremos transmitir no futuro.


O minimalismo pode parecer um conceito complexo ao início, mas a cada passo que dou nesta jornada, sinto que tudo à minha volta fica mais simples. O meu armário está arrumado e não preciso de pensar muito sobre o que vou vestir amanhã. Quem diria que o segredo para um estilo melhor é menos roupa.




Minimalism: How to create a Capsule Wardrobe


Being a minimalist it's all about selection. Whether it's about how you use your time or the things you buy and keep. It's like a pyramid, where you can fill the spaces according to their priority for you. The most important things, the ones that make your life happier, are in the base, the things that you want to avoid are on the top. When I began to apply minimalism to my clothes I tried to use the pyramid logic but this system did not seem to work in the long run. Because a piece of clothing could be a priority for me in one situations and a dispensable item in another context. Fortunately I found the Capsule Wardrobe's concept.

The term was invented by Susie Faux in 1970 and referred to a set of 12 to 30 pieces, including shoes and accessories, that were updated only twice a year. The aim was to create a consistent style with a small good quality set of basic clothes which could be used frequently. About 45 years after, the concept reappeared in blogs like Into Mind, Be More With Less or Project 333.

The first time I heard this term was through the Unfancy blog, where Caroline Rector documents her minimalist style using only 37 clothing pieces for each three months. According to her, creating a Capsule Wardrobe could help us to develop an awareness about our style and realized how we could spend our money with things we really need instead of buyings trend pieces that have nothing to do with our own personal style.

I usually have a capsule wardrobe for every two seasons, spring-summer and autumn-winter. In the beggining of each season I empty my wardrobe and start to curate the pieces that I think I will like to wear in the coming months. I usually don't have to many clothes in my closet so my capsule wardrobes aren't all the different year after year, but there are some guidelines I always follow when I'm creating my Capsule Wardrobe.

3 of each

Creating a wardrobe capsule is like following an equation. We subtract quantity, added quality and divide the sum by the seasons. Math never let me down and maybe that's why I like to divid my clothes in sets of 3. Three pants, three sweaters, three jackets. It don't have to be always like this but It's easier for me to organize my clothes this way. It heps me to curate my wardrobe and it give me a better idea of what I need to buy in the future.

How I spend my Days

To understand which chothes I need in my Capsule Wardrobe I need to how first how I spend my days. That's the only this way I can decide if I need more sport wear or formal dresses. My day-to-day life is spent between work and home and my clothes should be a reflect of this, As my work has no dress code, the clothes I use there are pretty much the same I use on weekends and when I'm going out with friends. However, if someone has a work uniform, goes to the gym and goes to formal dinner every week, her capsule wardrobe should have clothes for this different situations.

Personal style

Creating a Capsule Wardrobe has way more advantages than I can remeber but one of my favourites is how we can learn more about our personal style by curating our clothes every season. Every time I empty my wardrobe and start choosing my favourite clothes for the following months I'm starting over, because each piece I chose should leave me closer to the style I want. 



At first, minimalism could look like a complex concept, but I feel that every step I take in this journey make everything easier. Now, my closet is tidy most of the time and I always know what to wear in the morning. Who knew that the secret to a better style was to just less clothes.

4 comentários:

  1. Gostei imenso do texto. Tenho lido o seu blogue há imenso tempo e acrescenta sempre valor à minha vida diária. Obrigada pela partilha!

    http://deacordocomrita.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Rita! Fico extremamente feliz por saber que aquilo que escrevo te está a influenciar de forma positiva :)

      Eliminar
  2. Me identifiquei muito com o post, obrigada era isso que estava precisando!
    Xx.

    Isabella | http://isabellalessa.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu é que agradeço Isabella! Fico feliz que tenhas gostado :)

      Eliminar