Isto é ser minimalista



Ser minimalista é adorar todas as peças de roupa que temos no armário. É acordar de manhã e não estarmos preocupados com escolhas baseadas em objectos. Ser minimalista é ter paz na alma, é sentir que não há objetos a impedirem-nos de ver o caminho certo, nem há coisas a ocuparem o nosso tempo.
Ser minimalista é ter todo o tempo do mundo. Tempo para trabalhar e tempo para passear. Tempo para namorar e tempo para criar. Ser minimalista é sentir que somos livres e que não nos podem comprar com dinheiro, bens ou objectos. É sermos capazes de valorizar o nosso tempo e as nossas conquistas pelo que somos e criamos e não em função do que compramos e do que possuímos.
Ser minimalista é algo natural, é regressar às origens e ver o mundo para além do excesso. É escolher as pessoas em função das coisas. É escolher o tempo em função do dinheiro.

Ser minimalista é ser complexo mas viver de forma simples.
~


Minimalist Manifest

Being a minimalist is loving all the clothes in your wardrobe. It’s waking up in the morning and not being worried choosing from a pile of clothes you don’t like. Being a minimalist is being in peace with our soul, it’s feeling that there aren’t any objects in your away to a better future, neither are stuff occupying our time. Being a minimalist is choosing creativity, knowledge and love, not t’shirts, phones and televisions.
Being a minimalist is having all the time in the world. Time to work and time to rest. Time to love and time to create. Being a minimalist is being free from choices based on money. It’s being able to value yourself by how you are and not by the things you own.
Being a minimalist is something natural, it’s returning to our origins and see the world behind the excess and consumerism. Being a minimalist it’s choosing people and time, not objects and money.
Being a minimalist is being a complex human being with a simple, fulfillment life.

10 comentários:

  1. Já há algum tempo que sigo o blog, mas tinha de comentar este post e parabenizar-te por ele, pois o que entendo deste texto é a essência da vida, algo que na agitação da vida nem sempre consigo ter presente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Sara! Fiquei imensamente feliz com o teu comentário :)

      Eliminar
  2. Texto lindo, Ines! Obrigada por compartilhar seus pensamentos sobre o minimalismo...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Anny! É sempre um prazer escrever sobre o que eu penso do minimalismo :)

      Eliminar
  3. Uma definição minimalista do que é ser minimalista! adorei!

    ResponderEliminar
  4. Gostei muito do texto, me identifiquei com algumas coisas. Não sei se só o ato de me identificar com esse texto me torna minimalista, não sei se eu sou minimalista de verdade... Ainda estou com essa dúvida.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O minimalismo é centrarmo-nos naquilo que é essencial para nós e isso é um processo contínuo :) Ás vezes até eu sinto que ainda tenho um longo caminho a percorrer.

      Eliminar