Custos dos produtos naturais



A minha decisão de abandonar os produtos de beleza que usava em prol de uma rotina de beleza mais natural e livre de químicos veio com um preço, e este preço não é barato. Ao longo da minha pesquisa por cremes, sabonetes e maquilhagem natural reparei que o preço dos produtos era muito superior ao dos produtos que facilmente se compram na secção de beleza do supermercado. Isto não foi algo que me surpreendesse muito, estava a pagar por produtos de qualidade que não apresentavam nem químicos, nem corantes, nem aromas artificiais e que ainda apoiavam o comércio justo. Este tipo de vantagens para a nossa pele e para aqueles que estão envolvidos no processo de produção do produto não se consegue apenas com um preço final de 9,99 euros.
Contudo, economicamente falando, achei que não estava preparada para gastar uma boa parte das minhas poupanças na substituição dos produtos que usava por uma versão mais natural, orgânica ou de qualidade superior. A solução também não estava na procura de produtos naturais de qualidade duvidosa uma vez que a utilização de um mau produto natural pode ser tão prejudicial como um produto com prarabenos e outros ingredientes indesejáveis. 
Apesar da mãe natureza estar repleta de plantas e ingredientes que podem fazer maravilhas pela nossa pele, a nossa ignorância na sua correta utilização pode trazer todos os efeitos que estamos a tentar combater. Algo que infelizmente experimentei há umas semanas atrás, quando decidi comprar uma água de rosas no supermercado, para usar como tónico, e fiquei com a pele com várias borbulhas. Tudo isto porque achei que as águas de rosas que se usam como tónicos para hidratar a pele e para fixar melhor a maquilhagem podiam ser compradas por um euro e meio. Eu não podia estar mais enganada, os ingredientes que a minha água de rosas continham não pareciam ter nada de natural. Se a água de rosas que comprei incluía uma pequena lista de ingredientes cujos nomes quase não conseguia pronunciar, as águas de rosa de marcas como a Burt's Bees, a Poppy Austin ou a Mountain Rose Herbs incluíam apenas ingredientes naturais que foram testados para serem seguros para a nossa pele. E esta é uma das razões porque pagamos mais pelos produtos naturais de boa qualidade, porque estamos a pagar pelos seus conhecimentos, pela sabedoria que colocam nos produtos que vendem e pela confiança que sentimos ao utilizá-los.
Agora posso dizer que a água de rosas que comprei foi um enorme arrependimento, algo que nem o facto de ter custado apenas um euro e meio ajudou a superar. Como minimalista odeio comprar coisas desnecessárias e inúteis e a água de rosas revelou-se ambas as coisas. 
Mas, para evitar este tipo de erros no futuro, decidi aplicar os valores do minimalismo à minha procura por produtos naturais de qualidade. Se for selectiva o suficiente nos produtos que preciso e se me centrar apenas no que é essencial para mim a nível de beleza posso comprar poucos produtos de valor mais elevado em vez de muitos produtos de baixo valor e de qualidade questionável.

Por exemplo, esta é a lista dos produtos não naturais que costumava usar e o seu preço aproximado:

- Gel de limpeza (30 euros)
- Creme de rosto (15 euros)
- BB Cream (10 euros)
- Corretor (15 euros)
- Máscara (10 euros)
- Lápis preto (10 euros)
- Eyeliner (10 euros)
- Baton vermelho escuro (7 euros)
- Baton vermelho claro (15 euros)
- Baton laranja (10 euros)

Total aproximado = 132 euros

Esta é uma lista fictícia de possíveis produtos naturais que eu poderia usar:

- Mel para lavar a cara (cerca de 10 euros, dependendo do tamanho do frasco e da qualidade)
- Creme hidratante (20 euros)
- Base mineral (40 euros)
- Máscara (20 euros)
- Lápis preto (20 euros)
- Baton  (20 euros)

Total aproximado = 110

Ao utilizar menos coisas posso utilizar produtos melhores sem isso se revelar numa despesa extra. 
Resumindo, apesar dos produtos naturais de qualidade terem um preço bastante elevado, isso obriga-nos a sermos mais selectivos, mais minimalistas e a pensarmos melhor naquilo que realmente precisamos. No final, os custos dos produtos naturais são proporcionais aos benefícios que conseguimos alcançar com eles, independentemente dos benefícios dizerem respeito directamente à nossa pele ou à nossa forma de encarar aquilo que temos e aquilo que precisamos. 


10 comentários:

  1. Muito legal esse seu post. Tenho procurado por produtos que não são testados em animais e quero me organizar e ler mais sobre o uso de frutas e demais ingredientes naturais para o tratamento estético, bem como pra fazer em casa coisas como o creme dental!

    Boa sorte na sua mudança!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Bruna! Também tenho andado a ler muito sobre o assunto para estar mais informada sobre quais os produtos naturais que resultam melhor na minha pele.

      Boa sorte também para a tua mudança!

      Eliminar
  2. Eu também considero muito difícil essa parte de usar esses produtos, que são muito caros,é um desafio claro,acho que o minimalismo tambem esta ligado a cuidar da natureza e assim consumir menos ,agredindo menos,mais tbm considero os produtos naturais pouco efetivos por exemplo,ou seja,meta muito dificil que prefiro não seguir,mais sucesso,adorei o post!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada! Fico feliz por teres gostado do post. A utilização de produtos naturais acaba por estar intimamente ligada ao minimalismo, uma vez que ao comprarmos coisas melhores estamos a consumir menos coisas. Por vezes é só preciso encontrar os produtos naturais certos para nós, eu própria tive de experimentar várias coisas para saber o que é que resultava na minha pele.

      Eliminar
  3. Gostaria de saber mais sobre minimalismo,já que não é um conjunto de regras obrigatórias,aqui no Brasil quando falo que sou minimalista ,acham que é um tendência passageira,mais eu explico que me ajuda bastante na minha vida ,eu cresci muito com isso,o que acha sobre isso?

    Pâmela

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Pâmela! Infelizmente ainda há muita gente que pensa que o minimalismo é só uma fase e que corresponde a certos estereótipos. Para mim o minimalismo ajudou-me imenso a definir o que é importante para mim e a livrar-me de coisas superficiais para mim. Vou definitivamente escrever um post sobre o que é, e o que não é, o minimalismo. Espero que te ajude a perceber ainda melhor o conceito :)

      Eliminar
  4. ♥ Eu fiz uma avaliação da minha maquilhagem diária e percebi que depois de acabar esta muito sinceramente vou pensar seriamente duas vezes no que compro

    beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também andei nessa fase, de esperar que as coisas acabassem para me livrar delas de vez ou então para as substituir por coisas melhores! Já agora, gosto imenso do teu blogue:) Parabéns ♥

      Eliminar
  5. E quanto a alimentação? Também não consumimos alimentos artificiais e em demasia? Gostaria de ler posts sobre alimentação sob a optica minimalista! Parabéns pelo Blog!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A questão da alimentação também é um assunto muito interessante para se falar da ótica minimalista. Obrigada pela sugestão :)

      Eliminar