O meu mês sem compras



31 dias sem compras. Quão difícil poderia isso ser? 
Bem, mais difícil do que eu imaginei.
Uma das principais razões porque fazemos compras é porque acreditamos que precisamos de algo. Seja um vestido para uma ocasião especial, um casaco mais quente, uns sapatos mais confortáveis ou um baton mais escuro para o inverno. Contudo, estas necessidades são relativas e, na maior parte das vezes, achamos que precisamos de algo mas estamos apenas a sucumbir às pressões sociais impostas por um estilo de vida consumista.
Eu achei que precisava de muita coisa. Achei que precisava de roupa fresca porque o tempo estava quente, achei que precisava de um casaco para a chuva porque estávamos no outono e achei que precisava MESMO de um pijama novo porque as noites já estavam a ficar frias.
Mas a verdade é que eu não precisava de nada disto. Eu achava que sim mas descobri que por vezes estas necessidades podem ser preenchidas por coisas que já temos.
Acontece que eu não precisava de um pijama mais quente, apenas de tirar um cobertor do armário e de o meter de cima da minha cama. Também não precisava de um casaco apenas para dias de chuva quando já tinha casacos que me protegiam do frio e que também eram à prova-de-água e definitivamente não precisava de roupa fresca quando todos sabemos que calor de outubro é de pouca dura.´
Resumindo, se não estivesse no meu mês sem compras possivelmente tinha-me deixado levar pelos meus instintos consumistas e tinha comprado coisas que na realidade não precisava. Mas, à medida que o mês foi passando fui deixando de me interessar tanto pelo que via nas lojas e agora nem sequer me lembro de nada que quisesse comprar. É por isso que não vou passar de um outubro sem compras para um novembro de consumo. Pelo contrário, vou continuar a evitar fazer novas compras, mas agora de forma não oficial e quem sabe, talvez um dia acorde de manhã e descubra que já passaram três meses desde a última vez que comprei uma nova peça de roupa.

<a href="http://www.bloglovin.com/blog/11864801/?claim=838qhcwesya">Follow my blog with Bloglovin</a>

2 comentários:

  1. Que bacana essa sua experiência! Essa é a grande questão: exercitar o "nao-consumo" todos os dias. Perceber que somos bombardeados por soluções praticas: basta comprar. E esquecemos que existem diversas outras formas de fazer algo, de não passar frio ou calor e de não tomar chuva, que não seja comprando.

    Parabéns!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Realmente o "não-consumo" é algo que tem de ser treinado, senão caímos na tentação de acumular coisas que não precisamos. Por vezes a solução é mesmo arranjar alternativas ao acto de comprar.

      Eliminar